• Pedro Sarolli

BRASIL, DEIXA A SOLAR CRESCER!


Apenas em 2020, o setor de energia solar ou fotovoltaica foi responsável por um investimento de R$ 11 bilhões. Esse montante impressionante é triplicado (33 bilhões) quando pensamos em ganhos econômicos e sociais aos brasileiros.


Essa afirmação foi feita pela ABSOLAR (Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica), que fez um levantamento a partir dos dados de investimentos do segmento realizados desde 2012.


Além de ser limpa, sem ruídos e sustentável, segundo a entidade, a cada R$ 1 investido, o setor solar devolve R$ 3. O estudo considerou os crescimentos de arrecadação dos governos federal, estaduais e municipais decorrentes dos aportes em GD (geração distribuída) solar, a criação de novos empregos e a geração de renda no Brasil com os negócios e projetos desenvolvidos no período, entre outros indicadores.


Vale lembrar, segundo André Stock, diretor da Voltes Energia Solar, que não é contabilizado os benefícios ambientais. “Essa conta seria muito maior, pensando em todos os danos ambientais que não são realizados quando investimos na geração de energia sustentável”, comentou.


De acordo com o CEO da Absolar, Rodrigo Sauaia, existem ainda os ganhos elétricos e energéticos, quando se leva em consideração que a energia gerada pelos sistemas fotovoltaicos está ajudando a aliviar a operação do sistema, a reduzir perdas, adiar os investimentos em novas usinas, em nova infraestrutura de transmissão e até mesmo de distribuição, que seriam todos pagos e rateados pelos consumidores.


Outro ponto observado por Sauaia é de que o sistema fotovoltaico pode ser instalado em áreas construídas, sem usar o solo produtivo, fonte primária de toda a riqueza do agronegócio, principal setor da economia.


“Não há nada mais avançado e eficiente, em termos energéticos, de que a energia solar. O mundo já percebeu isso, e o Brasil também. O mesmo sol que estimula a fotossíntese das nossas lavouras do Oeste do Paraná, gera a energia para abater todo nosso consumo. Não há porque não aproveitar isso. É um atestado de sustentabilidade, que pode valorizar toda nossa produção agro para compradores internacionais”, comentou Stock.


Pedro Sarolli

Jornalista da Voltes Energia Solar

Posts recentes

Ver tudo
598px-WhatsApp.svg.png